Weby shortcut
Youtubeplay
Robervaldo-foto

MÚSICA BRASILEIRA PARA PIANO SOLO, 01-11-2017 às 20h30 no Centro Cultural UFG

Por Sérgio de Alencastro Veiga Filho. Criada em 26/10/17 14:27. Atualizada em 01/11/17 12:37.

Robervaldo-foto
PIANISTA: ROBERVALDO LINHARES ROSA

 

 

PROGRAMA

 

 

Gilberto Mendes (1922-2016) - Il neige... de noveau!

 

Edino Krieger (1928) - 3 Miniaturas para piano

Moderato

Andante

Andante moderato

 

Ronaldo Miranda (1948) - Toccata

 

Almeida Prado (1943-2010) - Sonata nº 12 em sol menor

(dedicada ao pianista Robervaldo Linhares Rosa)

Allegro appassionato

Adágio Lunar

Toccata solar

 

 

Intervalo

 

 

Lina Pesce (1926-1995) - Bem-te-vi atrevido

 

Francisca Gonzaga (1847-1935) - Biónne

 

Amélia Brandão (1897-1983) - Bordões ao luar

 

Aurélio Cavalcanti (1874-1915) - Chorosa

 

Ernesto Nazareth (1863-1934) - Odeon

 

Zequinha de Abreu (1880-1935) - Os pintinhos no terreiro

Tico-tico no fubá

 

 

ROBERVALDO LINHARES ROSA, pianista e musicólogo, Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música - Brasil (2013), 1º Prêmio Concurso Nacional de Piano Art-Livre – São Paulo (2002) e 1º Prêmio Concurso Nacional de Piano do Instituto Brasil-Estados-Unidos - Rio de Janeiro (1997). Doutor em História pela Universidade de Brasília (UnB). Mestre em Música pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Bacharel em Música, Piano, pela Universidade Federal de Goiás (UFG). É professor nesta instituição desde 2009, tendo sido coordenador do curso de Licenciatura em Música (2012-2015), e desenvolve pesquisas que procuram conciliar a prática musicológica com a prática interpretativa. Além de atuar na graduação, também desenvolve atividades no curso de Especialização Arte/Educação Intermediática Digital (EMAC/UFG) e no Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Música - Mestrado, nas linhas de pesquisa: Música, Criação e Expressão e Música, Cultura e Sociedade (EMAC/UFG). Grande intérprete e divulgador do repertório dos séculos XX e XXI, sobretudo da obra de Seymour Bernstein, Almeida Prado e Estércio Marquez Cunha. Robervaldo Linhares é constantemente requisitado pela nova geração de compositores para que intreprete suas obras em estreias mundiais. Tem apresentado recitais em diversas cidades do Brasil e do exterior. Destaca-se sua atividade camerística, no Duo Limiares, com a flautista Sara Lima, cujo CD Flauta e Piano na Belle Époque Brasileira foi lançado em 2016. Nesse mesmo ano publicou Poemas de Nascer (Akademos). Publicou Poemas de Amor e Variações (2004). Participou do CD O som de Almeida Prado (1999). Em 2014 publicou Como é bom poder tocar um instrumento: pianeiros na cena urbana brasileira (Cânone Editorial), livro contemplado com o Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música 2013. Em novembro de 2017, em sua turnê europeia, tocará em Portugal, Espanha e Alemanha. <www.robervaldo.com.br>

 

CRÍTICAS

 

Almeida Prado (compositor)

Você é um grande pianista. Um artista completo. Minha Sonata nº 10 (das rosas), você me fez chorar. É uma obra especial para mim. Tanto que não é fácil tocá-la. Ela se reveste de uma constante dinâmica suave, raramente um fortíssimo. Fazer nuances com tal sobriedade de dinâmicas é dificílimo. E você conseguiu com maestria. Lírico, pungente, saudoso, nunca fácil, piegas. Definitivamente o coloco como meu pianista ideal, meu intérprete Maior.

 

Ricardo Tacuchian (compositor)

Ser um pianista com a delicadeza de toque e com força de expressão como a sua é um privilégio para poucos eleitos. Mais ainda, ser um poeta que mostra um sentimento indefinido do mundo através da palavra ambígua e musical é um dom de rara cepa. Você é um trovador que insiste em derramar sua arte em tempos de guerra. A esta você responde com amor, sol e lua. Obrigado pelo livro, obrigado pelos poemas, obrigado pela música.

Fonte : Prof. Robervaldo

Categorias : NOTÍCIAS

Listar Todas Voltar