Weby shortcut
instagram
Youtubeplay
logo_atras do grito-2019

Abertas as inscrições para o projeto Atrás do Grito de Teatro

Criada em 12/09/19 12:03.

 

Oferecido de forma gratuita aos participantes, o projeto promove a formação de um grupo de teatro e montagem de espetáculos de rua

 

 

 

Fabrícia Vilarinho

 

Idealizado pelo professor Newton de Souza da Escola de Música e Artes Cênicas da (Emac) da UFG, o projeto Atrás do Grito de Teatro promove a formação de um grupo para montagem de espetáculos de rua, com participação aberta a estudantes de todos os cursos da UFG e membros da comunidade.

Para participar, é necessário ter no mínimo dezoito anos, interesse e disponibilidade para comparecer aos encontros que ocorrerão às segundas, quartas e quintas-feiras, de 18h às 20h, no Lab2, prédio da Emac, Câmpus Samambaia; ou às quintas-feiras, mesmo horário, na sala 8, prédio da Emac localizado no Câmpus Colemar Natal e Silva, Setor Leste Universitário. Não é preciso experiência prévia em teatro, basta interesse e disponibilidade.

As inscrições, bem como a participação no projeto, são gratuitas e podem ser realizadas na secretaria geral da Emac, Câmpus Samambaia, ou por meio do formulário on-line. Não há data prevista para término das inscrições, que acompanham a formação do grupo.

O projeto conta com pesquisadores das áreas de teatro, direção de arte, musicoterapia, artes visuais e dança da UFG. Além do coordenador, Dr. Newton de Souza, colaboram  as professoras Dr.ª Sandra Rocha (Emac/UFG), Dr.ª Patricia Bueno de Godoy (Fav/UFG) e Dr.ª Marline Dorneles de Lima (Fefd/UFG), além discentes da UFG. O objetivo é que, com o tempo e amadurecimento do trabalho, o grupo elabore e encene espetáculos de rua utilizando as técnicas desenvolvidas pela variedade dos pesquisadores envolvidos.

“Apresentações na rua permitem a difusão da experiência teatral para um público mais amplo do que as salas de espetáculo convencionais. É uma forma da universidade partilhar  conhecimento científico e resultado artístico com a sociedade, aproximando sua produção da comunidade”, esclarece o coordenador.

 

logo_atras do grito-2019

 

 

 

 

 

 

Fonte: Ascom Emac

Categorias: notícias